Um casamento é sempre carregado de superstições e simbolismos, que foram passados de geração em geração, carregadas pelo tempo.

Determinadas superstições resistiram contra tempo e se tornaram tradições em algumas famílias das quais as noivas não abrem mão de realizarem seus rituais, que prometem um casamento próspero e feliz, ou os que dão uma forcinha para aquela amiga subir ao altar logo.
Hoje, nós reunimos as maiores superstições e as mais populares para te inspirar e quem sabe começar uma nova tradição na família.

1- O buquê

Mais do que um enfeite e item essencial para qualquer noiva, o buquê carrega vários significados.

Antigamente, os buquês continham ervas aromáticas que prometiam espantar os maus agouros, tanto para a noiva quanto para o casamento. Depois, as ervas deram espaço para as flores, em especial as rosas, que representavam a fertilidade.

O tempo passou e flores seguem como as preferidas no buquê, contudo o significado mudou. O simbolismo do buquê da noiva fica por conta das cores das flores. Um buquê de flores amarelas pode significar riqueza, a branca a pureza e assim por diante.

Para quem quer fazer diferente, a boa notícia é que a tendência para 2022 é reviver um pouco dos costumes do passado, trazendo o retorno das ervas, que podem ser um elemento minimalista, moderno e com diversos significados, a maioria de proteção e prosperidade para a noiva e o casamento.

E claro, é impossível deixar de fora a tradicional hora de jogar o buquê, o momento mais aguardados entre as solteiras da festa. Essa superstição existe desde a idade média mas mesmo que ainda tenha sofrido algumas alterações pelo decorrer do tempo, todas têm o mesmo significado: Quem pegar o buquê é a próxima a casar!

Algumas noivas deixam de jogar o buquê e jogam sapos de pelúcias, fazendo alusão à história do sapo que quando beijado se torna um príncipe.

2- O vestido da noiva

Assim como o buquê jogado para as solteiras da festa, o vestido da noiva tem suas superstições ao redor da boa sorte no amor.

Desde cortar um pedacinho do vestido da noiva, pisar ou bordar o nome na barra, as meninas solteiras sempre almejam protagonizar o próximo casamento recorrendo à superstições. Ainda hoje, não é difícil encontrar quem queira puxar um fiozinho sequer do vestido da noiva ou peça para bordar o seu nome na barra. Sua amiga solteira já pode desafogar o Santo Antônio!

Com as noivas, a superstição que envolve seu vestido é sem dúvidas a mais popular de todas: o noivo jamais pode ver a noiva usando o vestido antes do casamento pois pode trazer azar para o futuro a dois!

A explicação da origem da tradição é bastante simples: Antigamente, os casamentos eram arranjados e os noivos não se conheciam até o momento da cerimônia para evitar que se estranhassem e desejassem desfazer o acordo. Para evitar que um não encontrasse com o outro, criou-se a lenda sobre o azar que o encontro entre noivo e noiva antes do casamento traria para a vida dos dois.

Se a superstição é verdadeira ou não, nunca saberemos. Na dúvida, é melhor não arriscar!

3- Algo velho, algo novo, algo emprestado e algo azul

Essa superstição é mais comum do que imaginamos. De origem norte americana, ela promete trazer o desapego do passado e o otimismo perante o novo.

Carregar algo velho significa a ligação da noiva com sua família e sua vida antes do casamento, mostrando que está pronta para levar tudo isso apenas como uma lembrança. O item pode ser uma joia de família, um presente da mãe ou da avó.

Já algo novo, representa a positividade e esperança pelo futuro e a vida a dois. Usar sapatos novos, o vestido ou alguma joia, garante atrair sucesso e prosperidade ao casamento.

O item emprestado deve ser de uma amiga ou parente próximo. Deve pertencer a alguém cujo a vida a dois a noiva admira e quer bem. Também é um lembrete de que ninguém é feliz sozinho e que existe pessoas que desejam o bem ao casal.

Por fim, algo azul representa pureza e fidelidade. Por mais que na nossa tradição o branco seja o mais lembrado para casamentos, durante o século XIX, a cor mais usada pelas noivas era o azul. Hoje, o tom pode estar presente nos pequenos detalhes como as joias ou sapatos da noiva.

4- As alianças

As alianças são sem dúvidas o maior símbolo do matrimônio. Mesmo sem saber, usar alianças é a reprodução de tradições e superstições que existem há muito tempo.

Na grécia antiga se acreditava que no anelar esquerdo passava uma veia que ligava diretamente ao coração (vena amoris). Logo, esse dedo foi o escolhido para carregar a aliança, o maior símbolo do matrimônio entre duas pessoas.

O material usado nas alianças, tradicionalmente o ouro, foi escolhido por ser lembrado como o metal perfeito, relacionado muitas vezes a imortalidade. Mas a razão principal por qual o material é favorito para as alianças não é tão poética assim: é justamente porque ele não enferruja.

Pela superstição, o anel deve ser de ouro assim como o amor do casal, já que é um material duradouro, que não estraga, não precisa ser trocado ou jogado fora. A aliança também não pode ter elevações, pois elas podem simbolizar interferências e problemas no casamento.

Além disso, o formato circular da aliança lembra algo sem começo ou fim, mas sim algo eterno, como deve ser o amor entre duas pessoas.

5- Damas de honra

É comum que as damas de honra e às vezes as floristas usem vestidos de noiva muito similares com os da noiva. Isso se tornou tradição, mas nasceu de uma crença ainda na idade na idade média.

De acordo com a superstição, é preciso uma menina vestida com trajes similares ao da noiva para confundir os maus espíritos, e espantar os maus agouros, deixando a noiva em paz para ter um casamento próspero.

Já as floristas, surgem da crença que ter alguém que vá na frente jogando flores no chão, pode atrair fertilidade ao matrimônio.

6- Chuva de arroz

A chuva de arroz começou como superstição e hoje virou tradição. O que nem todos sabem é que jogar arroz sobre os recém casados simboliza prosperidade ao casal.

A superstição nasceu em terras chinesas há mais de mil anos quando um pai encomendou uma chuva de arroz para o casamento da filha, demonstrando toda a sua riqueza. Logo a tradição se espalhou pelo mundo e virou tradição.

Mas assim como qualquer outro costume, o gesto chega aos casamentos modernos um pouquinho diferente. O arroz sai de cena e abre espaço para rosas, confete, bolhas de sabão e o que mais a criatividade dos noivos permitir.

Então, quais as suas superstições favoritas? Quais a sua mãe, avó ou tia fizeram? O mais legal das superstições é justamente isso, é passar o ritual para frente de geração em geração! Sem dúvidas as superstições vão ajudar a criar momentos inesquecíveis na sua cerimônia e a sua prima solteirona vai sempre se lembrar do momento que ela pegou o seu buquê!

Agora, deixando as superstições de lado, para começar a vida a dois de verdade, é importante que esse capítulo da sua vida seja emoldurado por um ambiente singular, que inspire coisas boas em cada canto. Dessa forma, não há mal agouro que pegue! Nossa casa de tijolinhos aparentes e árvores centenárias oferece para você e seus convidados festa completa com até 6 horas de duração, tudo isso em um ambiente com muito charme.

Se interessou? Então vem conhecer mais sobre nós!